Os filmes (e séries) já feitos da Viúva Negra

É verdade que o filme da Viúva Negra é um desejo de todo marvete. Disso não há dúvidas. A espiã russa da Marvel é um dos projetos que possibilitaria um filme mais “pé-no-chão” e sem grandes necessidades de orçamentos astronômicos, mas envolvendo muita ação e baseado em arcos interessantes já feitos nos quadrinhos. No entanto, o filme da Viúva Negra já foi feito em várias ocasiões, mesmo antes da consolidação do Universo Marvel no Cinema. Exatamente. Filmes de espiãs especiais e mulheres que lutam contra sistemas corruptos e corporações secretas não são novidade no cinema. Alguns desses filmes inclusive já foram estrelados pela própria Scarlett Johansson, a nossa Natascha Romanoff dos cinemas.

Elencamos aqui alguns desses filmes. São várias Viúvas Negras espalhadas pela história. Sinal também de que a criatividade para um novo filme terá que ser redobrada. 

Confira:

Barbarella (Roger Vadim, 1968)


Ok, dá pra notar que não é essencialmente a Viúva Negra. Mas já em 1968 tivemos um filme com uma mulher heroína. Ela precisa usar seus dons para capturar o cientista Duran Duran, em uma aventura toda colorida (e psicodélica) em um futuro sci-fi. Tudo para impedir a ameaça do mal e a volta das guerras nas galáxias. Em comum, uma missão secreta. A personagem principal: Jane Fonda. Na foto, você vê uma ruiva em um collant preto. Lembrou de alguém?

Nikita – Criada para Matar (Luc Besson, 1990)

Uma assassina (Anne Parillaud) ganha uma segunda chance. Para não ser condenada ela precisa trabalhar para uma agência controlada pelo governo e fazer as vezes de espiã e assassina discreta. Lutas, tiros e poderio da mulher. O elenco contou também com Jean Reno (O Profissional). E com esse corte de cabelo, alguém lembrou da Viúva Negra?

A Assassina (John Badham, 1993)

A sinopse é a mesma que você leu no último tópico. Maggie (Bridget Fonda) é desajustada e viciada em drogas. Para fugir da pena de morte após matar um policial, ela pode escolher se tornar uma assassina secreta do governo. Após seu treinamento, vira uma profissional da espionagem, ou seja, uma quase Viúva Negra.

Alias (série de TV, 2001 a 2006)

Jennifer Garner em Alias, a série de TV de J.J. Abrams

Essa é espionagem e tramas de agentes duplos na veia. A série traz Jennifer Garner (a agente Sydney Bristow), que também interpretou outra grande assassina da Marvel no cinema: “Elektra”, nas fatídicas obras Demolidor (da Fox, 2003) e no filme solo Elektra (2005). Nenhum deu muito certo, mas a série de ficção com o dedo de J.J. Abrams foi sucesso no mundo todo. E você vai ver ela com treinamento militar e vários disfarces. 

Salt (Phillip Noyce, 2010)

Angelina Jolie é figura carimbada em filmes de heroínas espiãs e aventureiras, papel que ela também viveu em Sr. e Sra. Smith (2005) e um pouco menos em Tomb Raider (2001 e 2003). Mas em Salt, ela não é russa como a nossa Viúva Negra. Evelyn Salt é uma agente da CIA que é acusada de ser uma … espiã russa, opa… e agora…? Lutas, tiros e poderio da mulher em busca de justiça em uma trama de suspense e fuga.

A Toda Prova (Steven Soderbergh, 2011)

A agente Mallory Kane (Gina Carano) precisa lutar contra a traição de sua própria agência secreta após salvar um jornalista de um sequestro. Para sobreviver, ela vai precisar usar todo o seu treinamento e provar sua inocência. Lutas, tiros e poderio da mulher. Na trama, ainda temos Michael Fassbender, Channing Tatum, Ewan McGregor e Michael Douglas. Também lembrou da Viúva Negra?

Momentum (Stephen Campanelli, 2015)

A atriz e modelo ucraniana Olga Kurylenko vive Alex, uma ladra que é intimada para uma última trampagem. Mas não dá muito certo e ela precisa desvendar uma trama que envolve um assassino brutal. Lutas, tiros, poderio e uma heroína quase russa, como a nossa querida Natasha Romanoff.

Aeon Flux (Karym Kusama, 2005)

Outra que vai figurar nessa lista em mais de um filme é Charlize Theron. Em Aeon Flux, a personagem de desenho animado ganha as telas enviada em uma missão que envolve mentiras e mistérios. A diferença é que aqui tudo ocorre no século 25. Temos lutas, tiros e poderio da mulher. Mas o filme é bem ruim e não é o que queremos para a nossa Viúva Negra.

Lucy (Luc Besson, 2014)

Natasha, é você? Olha a nossa Scarlet Johansson aparecendo na lista. Aqui ela não chega a ser uma espiã, mas precisa lidar com uma organização criminosa após ser sacaneada pelo ex. Obrigada a levar drogas no próprio corpo, ela absorve substâncias que lhe dão superpoderes e conhecimentos dignos de quem busca segredos secretos. Mas é também uma ficção-científica bem viajandona.

Ghost In The Shell – A Vigilante do Amanhã (Rupert Sanders, 2017)

Quem é a espiã secreta aqui? Quem? Quem? … Scarlet Johansson, a nossa Natasha Romanoff. Na adaptação do mangá e anime, que não fez lá muito sucesso, ela encarna uma ciborgue que busca respostas de sua vida após ser colocada a trabalhar para uma organização especial como uma grande soldado. Também é ficção-científica, mas é muito melhor que Lucy.

Atômica (Deivid Leitch, 2017)

A nossa espiã secreta preferida de 2017 é Charlize Theron, em mais um filme de ação. Mas dessa vez, sem ficção-científica. Aqui a trama de agentes duplos é ainda maior, e tudo se passa durante a Guerra Fria, em uma Berlim dividida pelo muro. Ela precisa resolver o esquema de espionagem, e pra isso ela precisa dar muitos tiros, porradas e mostrar todo seu poderio. E o melhor, é o filme de época da Viúva Negra. Assista… e leia nossa crítica também.

Operação Red Sparrow (Francis Lawrence, 2018)

Por fim, mas não menos importante, esse ano teremos uma espiã russa que emula a Viúva Negra em quase todos os aspectos. Jennifer Lawrence vai encarnar a personagem no filme que estreia dia 2 de março. Confira o trailer.