CCXP: os altos e baixos da maior convenção nerd

Passados alguns dias da Comic-Con Experience (CCXP), chega o momento de fazer um resumão de tudo que rolou no São Paulo Expo nos dias 7 a 10 de dezembro. Entre bons e maus momentos, a quarta edição da maior convenção nerd do mundo (pelo menos em público) superou seus 220 mil visitantes de 2016, chegando a 227 neste ano. Com atrações internacionais e nacionais, o evento já está confirmado para 2018, entre os dias 6 a 9 de dezembro, no mesmo local.

Seguindo os moldes da San Diego Comic-Con, a CCXP replicou esse ano a Preview Night, que já ocorre na Califórnia, adaptando para a sua Spoiler Night. Um dos grandes acertos. Nesse dia, com um horário reduzido ao turno da noite e limitado em número de visitantes, ficou mais fácil de circular. É o dia ideal para quem nunca se arriscou num evento deste tamanho. A diferença é que não ocorrem os concorridos painéis, mas dá pra curtir os estandes com mais tranquilidade e sem aquele empurra-empurra. Em contrapartida, os quadrinistas do Artist’s Alley, o coração da feira, não estarão por lá em sua totalidade.

Se por um lado a CCXP ganhou em público, este ano, em um comparativo direto com a edição de 2016, acabou perdendo em seu cast principal de artistas. O maior motivo foram os cancelamentos divulgados um dia antes do evento começar, com substituições que não correspondiam na mesma proporção. Para se ter uma ideia, um dos grandes ‘frontlines’ era o ator Nikolaj Coster-Waldau, o Jaime Lannister de Game Of Thrones. Ele estaria em todos os dias de feira, mas seu cancelamento foi anunciado na quarta-feira, dia 6. Para o seu lugar vieram dois atores Hafthór Júlíus Björnsson (a Montanha que anda) e Dean-Charles Chapman (o Tommen Baratheon), ou seja, mesmo trocando dois por um, a proporção é menor, fora a frustração dos fãs. Outra que não compareceu foi a atriz Natalia Tena, de Harry Potter. Em seu lugar veio a atriz Afshan Azad. Por fim, Rebecca Mader da série Once Upon a Time também não veio, e nesse caso, não houve substituição. Ela já havia participado de outras duas edições da CCXP.

Outro aspecto que cresce de acordo com a proporção que toma o evento, são as filas. Elas estão aumentando bastante. No caso dos painéis de sábado, pessoas ficaram mais de 24 horas aguardando. Para um rapaz, o primeiro da fila, o esforço valeu a pena. Ele foi convidado por Kevin Feige e verá a Premiere Mundial de Pantera Negra ao lado do chefão da Marvel e dos atores em Los Angeles, agora em 2018.

Painéis

Com vários bons momentos, os painéis principais são tradicionalmente os mais disputados. Nesse quesito, os destaques foram para: