Inumanos | Conferimos os dois primeiros episódios

Somente após assistir Inumanos em IMAX é que entendemos porque isso tem incomodado as pessoas, mas antes uma pequena introdução para adentrar ao ambiente, então se já conhece os personagens (Parabéns, nerd!) pule para o penúltimo parágrafo. 

Inumanos foi primeiramente pensado para ser um longa metragem e foi escalado para estrear em 2019 nas telonas. Aparentemente, o plano foi abaixo quando os roteiristas de Agentes da SHIELD, a série da Marvel que se encaminha para 5° temporada, começaram a usar aspectos da série na sua trama. Foi uma boa jogada da Marvel, pois não podendo usar o núcleo de personagens mutantes (pessoas que nasceram com superpoderes e por isso são discriminadas) – os direitos dos personagens mutantes estão com a FOX – o que restou foi usar a “raspa do tacho” que os personagens da “raça” inumanos sempre foram. Embora o núcleo de personagens de Inumanos seja pra lá de bizarro e nada populares, sempre renderam boas histórias e, como é de praxe da Marvel, alguma reflexão sobre a sociedade e como ela é ou se comporta.

Muito bem, o uso de Inumanos em Agentes da SHIELD ocupou bem a lacuna mutante e a terceira temporada da série é praticamente sobre eles, inclusive uma das personagens principais agora é inumana, embora tenha usados figuras menos conhecidas ainda que os que normalmente habitam as páginas de Quarteto Fantástico, Vingadores e outras HQs da Casa de Ideias.

A Família Real da Marvel ilustrada pelo mestre Jack Kirby

Os Inumanos foram criados em 1965 pela dupla suprema Stan Lee e Jack Kirby inicialmente nas páginas de Quarteto Fantástico e por muito tempo permearam como personagens coadjuvantes em todo Universo Marvel para depois terem sua própria série regular. Lee e Kirby já tinham criado grupos de heróis em família, heróis em escola, faltava usar uma monarquia. Então surge a Família Real Inumana, uma sociedade que vive escondida da humanidade a milênios – na cidade oculta na lua de Attilan, e que foi usada de experimento pelos alienígenas Kree (já vistos na telonas em Guardiões da Galáxia) e trazidos para a Terra. A hereditariedade inumana foi passada para os seres humanos, então alguns humanos normais têm origem inumana e isso é descoberto através dos cristais de terrígenese, em contato com os cristais, quem tem origem inumana tem sua real aparência e poderes revelados. Apenas a corte real inumana em Attilan teria esses cristais e há uma cerimônia para a revelação da “inumanidade”, uma espécie de apresentação para a sociedade que lá habita. Como toda monarquia, existe uma realeza e uma classe inferior. Seres que não sofrem alterações/poderes quando expostos aos cristais/névoa terrígenas podem também sofrer uma involução, esses seres involuídos são chamados de alfa-primitivos e são usados como escravos nos trabalhos mais pesados. É aí que cabe a reflexão da série, mas isso não iremos falar agora.

(Alerta de Spoilers!) Feitas as observações, vamos para a telona/telinha: Inumanos é uma série de televisão. E isso foi a parte estranha de assistir no cinema. Na real qualquer cinema poderia passar esses 2 capítulos, a parceria com a IMAX não traz nenhum benefício aos outros cinemas, mesmo assim o que a Marvel começou aqui, ao meu ver, foi um teste, cinema-televisão, muito pouco divulgado, nem cartaz tinha no cinema e nem foi usado óculos 3D. Posso dizer que foi uma experiência diferente. Talvez esse teste seja para fazer um link das séries com os personagens do cinema-televisão, talvez para furar algum lance jurídico, enfim, só veremos no que vai dar isso mais pra frente.

Dentinho no Poster (que não vimos nos cinemas brasileiros) – o cão da família real

O enredo principal é fiel ao quadrinhos, a produção muito boa, a série ser filmada no Havaí ajuda muito o visual IMAX. Como só vimos os 2 primeiros episódios, condensados em 78 minutos, ainda não podemos dar um veredito final, mas gostamos muito do que vimos! A produção é de televisão, os personagens muito fiéis, tudo praticamente como deve ser. Ainda é estranho ver um buldogue gigante interagindo com as pessoas, mas confesso que isso não é problema. A famigerada cabeleira da Medusa também não é problema (resolveram bem essa questão e a cena de introdução dela e do Raio Negro foi sexualmente linda). Os demais personagens estão todos lá, Triton, Gorgon, Karnak (um dos meus preferidos e bem caracterizado fisicamente e seus poderes complexos bem executados). Agora, vamos esperar os demais episódios na telinha, aqui no Brasil a série passará no canal Sony a princípio a partir de 26 de setembro, lá fora, no Canal ABC (que é da Marvel-Disney), ambos já exibem Agentes da SHIELD. O capítulo inicial em IMAX – sem 3D – está em cartaz e por apenas algumas semanas, então corra logo para ver Dentinho e a família real da Marvel!!!

Astros na tapete vermelho da Premiere em Los Angeles. Medusaaaaa!
Veredito da Vigília

Éderson Nunes

@elnunes