Logan, o veredito sem spoilers

Quando termina Logan e todos os créditos já passaram pela tela, o sentimento é de que fomos privados da melhor parte de Wolverine pelos últimos 17 anos, desde a estreia de X-Men de Bryan Singer. Da melhor interpretação e da crueza e violência que o carcaju sempre teve nos quadrinhos e que faltava nas telonas. É também uma despedida pra lá de honrosa para Hugh Jackman, que deve sua carreira ao personagem da Marvel. Salvo alguma reviravolta (que seria até frustrante), não o veremos na pele do mutante com garras de adamantium daqui pra frente. E Hugh merece toda nossa gratidão. Vai ser difícil ver alguém o substituindo num papel que é seu quase por completo. Mas é também a oportunidade de oxigenar e dar novos rumos ao canadense raivoso.

Estamos em 2029 e o mundo não é o que conhecemos na franquia X até agora. E talvez isso seja mais um problema para a conturbada linha temporal dos mutantes no cinema (pois vamos querer mais aparições da X23). Wolverine e Xavier carregam consigo traumas eternos. Coisas que mudaram suas vidas e repercutem negativamente a cada dia que passa. A carga dramática está na tela desde os primeiros movimentos. A garota Laura/X23 traz um novo panorama, e com ela estão as melhores cenas. A menina Dafne Keen é tão ou mais perfeita para o papel do que o próprio protagonista. É aqui que vemos os motivos da censura 18 anos. Nem mesmo crianças são poupadas da crueza do mundo onde existem garras, armas e um grupo de Carniceiros. Aliás Boyd Holbrook (Narcos) também faz jus ao Donald Pierce FDP que precisa existir. O conflito existe e tem mais pessoas envolvidas do que imaginamos pelos trailers. Os detalhes contados em vídeos de celular são essenciais e dão ainda mais crueza ao cardápio preparado por James Mangold, que não repete as mancadas de Wolverine Imortal, embora nos coloque alguns clichês e referências na cara. Alguns úteis e interessantes, outros nem tanto.

A versão preparada para a imprensa não contava com cenas pós-créditos, então podemos ter ainda algum novo ingrediente especialmente preparado. Salvo essa surpresa, você pode ir preparado para diferentes emoções. Logan vai te fazer pensar no tempo perdido e nos filmes desperdiçados, mas também vai te emocionar, e ter uma capa de chuva para o banho de sangue, e um lenço, para as lágrimas, pode ser uma boa dica. A Vigília recomenda muito.

Leia também:

Logan: o veredito CHEIO de Spoilers!

Veredito da Vigília